Tite vê vaga na semi aberta e admite má fase do ataque

Técnico reconhece que as críticas são justas quanto ao pouco poder de fogo de seu sistema ofensivo

VÍTOR MARQUES, Agência Estado

26 de setembro de 2013 | 08h30

SÃO PAULO - Deste fim de semana até o jogo da volta das quartas de final da Copa do Brasil, contra o Grêmio, dia 23 de outubro, o Corinthians vai disputar sete jogos pelo Campeonato Brasileiro. Após o 0 a 0 na noite de quarta-feira no Pacaembu, o técnico Tite se concentrará nesse período até a decisão em Porto Alegre em pôr o time nos trilhos, em especial o ataque. Para ele, a vaga nas semifinais está em aberta.

"Está absolutamente em aberta, absolutamente aberta a classificação, sendo que o empate com gols nos favorece, a vantagem é pouca, mas está aberta (a classificação)", afirmou Tite.

Tite evitou criticar a arbitragem de Ricardo Marques Ribeiro, mas no seu entender o Corinthians foi prejudicado num lance que poderia ter definido a partida, aos 14 minutos do primeiro tempo. Guerrero, na mesma linha da zaga gremista, fez um gol, mas a arbitragem marcou impedimento. "Quando a fase está ruim...as coisas complicam. Fico tranquilo porque ouço, Corinthians, arbitragem, Corinthians, arbitragem...olhem agora", disse. "Pelo que vocês disseram (da TV) o Guerrero não estava em impedimento, e esse é um jogo de uma bola só."

Outro lance duvidoso foi uma dividida de Rhodolfo em Emerson Sheik no segundo tempo. O zagueiro derrubou o atacante corintiano dentro da área, mas o árbitro não marcou pênalti.

Com o 0 a 0 de quarta-feira, o Corinthians chegou a sete partidas sem vitórias. O time volta a campo domingo, contra a Portuguesa, em Campo Grande, no estádio Morenão, pelo Campeonato Brasileiro.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do BrasilCorinthiansTite

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.