Pedro Martins/MoWA Press
Pedro Martins/MoWA Press

Titular da seleção pela 1ª vez, Fagner revela ansiedade por jogo no Itaquerão

Com família presente nas arquibancadas da Arena Corinthians, lateral quer viver estreia 'com naturalidade'

Ciro Campos e Leandro Silveira, O Estado de S.Paulo

25 de março de 2017 | 20h02

O lateral-direito Fagner precisou aguardar algumas convocações da seleção brasileira como reserva para ter a oportunidade de estrear como titular. A primeira partida pela equipe será na terça-feira, contra o Paraguai, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, ocasião especial e que deixa o jogador ansioso por se tratar principalmente da missão de entrar em campo no estádio onde atua regularmente.

A Arena Corinthians será o local do confronto e terá nas tribunas a família do jogador, na torcida por uma boa estreia dele pelas Eliminatórias. "Fico feliz de ter essa oportunidade. Jogar no estádio do Corinthians com a camisa da seleção brasileira será um privilégio. Todo jogador sonha com esse momento. Eu me sinto orgulhoso e feliz. Quero levar com naturalidade", afirmou.

Fagner herdou a posição de titular com a suspensão de Daniel Alves, que recebeu o segundo cartão amarelo na partida contra o Uruguai, em Montevidéu, na última quinta-feira. O técnico Tite convocou Mariano, do Sevilla, para repor as opções para o setor, mas a única novidade na formação será Fagner, em quem o treinador deposita confiança desde os tempos de Corinthians.

O lateral fez apenas um jogo pela seleção, o amistoso em janeiro com a Colômbia, no Rio. A equipe só teve atletas que atuam no País. "Se eu não tivesse mantido uma regularidade no meu clube, eu não estaria aqui. Também tive bom desempenho nos treinos. Fico feliz em poder voltar e demonstrar o meu trabalho cada vez mais", disse Fagner, que negou ser o favorito de Tite. 

O jogador esteve nas convocações anteriores do treinador, porém ficou no banco de reserva em todos os jogos das Eliminatórias. Agora, terá a primeira brecha para atuar, justamente na rodada em que pode dar à seleção a vaga na Copa do Mundo. Para isso se concretizar, será preciso ganhar do Paraguai e torcer por derrotas do Chile e do Equador para, respectivamente, Venezuela e Colômbia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.