Pedro Souza/Atlético
Pedro Souza/Atlético

Titular em todos os jogos, Alonso celebra rápida adaptação ao Atlético-MG

'No dia a dia, trato sempre de ir crescendo e melhorando', analisou o defensor paraguaio

Redação, Estadão Conteúdo

13 de agosto de 2020 | 18h56

O técnico Jorge Sampaoli é conhecido pela rotatividade nas escalações, mas no Atlético Mineiro um nome tem sido certo quando o técnico escala a defesa: Junior Alonso. Recém-contratado pelo clube, o zagueiro paraguaio disputou os seis jogos que o time fez desde a retomada das competições, sendo titular em todos.

"É a sexta partida consecutiva que estou jogando, então, já estou totalmente adaptado ao futebol brasileiro, à equipe, aos meus companheiros. Mas há sempre coisas para melhorar, sabemos que é preciso crescer sempre, trabalhando da mesma forma, vendo a partida anterior, o que fiz bem, o que fiz mal e poder melhorar o que fiz mal. Então, no dia a dia, trato sempre de ir crescendo e melhorando", disse o defensor paraguaio.

O companheiro mais constante de Alonso na zaga atleticana tem sido Réver, com quem atuou nas sido partidas do Campeonato Mineiro que o time fez e na partida diante do Corinthians, na quarta-feira, pelo Brasileirão. Mas ele também já teve as companhias de Igor Rabello e Gabriel no setor. E o paraguaio elogiou os colegas brasileiros.

"Sempre estamos trabalhando da mesma forma, qualquer jogador pode jogar. No meu caso, estou jogando todas as partidas e me sinto contente por isso. Minha adaptação foi muito boa, o grupo me recebeu muito bem, o treinador também e estou trabalhando da melhor maneira todos os dias para estar sempre 100%. Quem jogar, seguramente, dará o melhor de si e estará sempre à disposição da equipe", disse.

Com Alonso, o Atlético volta a jogar domingo, às 11 horas, quando receberá o Ceará, no Mineirão, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. O time venceu os dois jogos que disputou na competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.