Daniel Augusto Jr/Divulgação
Daniel Augusto Jr/Divulgação

Titular neste domingo, Walter comemora a permanência de Cássio

Concorrente por vaga no gol corintiano vibra com a volta do amigo

Estadão Conteúdo

16 de janeiro de 2016 | 16h45

Concorrente imediato no gol do Corinthians, Walter será titular do time alvinegro no jogo deste domingo contra o Atlético Mineiro, pela Florida Cup. A disputa pela posição, no entanto, não fez com que o jogador torcesse pela saída do titular Cássio. Neste sábado, em entrevista coletiva na Flórida (Estados Unidos), o reserva afirmou que ficou feliz pela permanência do companheiro.

"Até minha própria esposa e as esposas de outros jogadores ficaram tristes com a possibilidade do Cássio ir embora porque temos uma amizade muito grande. Mas ele procurou ir trabalhando, conversando todos os dias e felizmente acabou não saindo. Pelo lado da amizade, a gente ficou muito feliz que ele ficou", comentou Walter.

Apesar de ter viajado junto com o restante do grupo, Cássio estava negociando a sua saída para o Besiktas, da Turquia. Na última quarta-feira, o arqueiro definiu que iria seguir no Corinthians. Como a negociação tirou um pouco de seu foco, o atleta foi para a reserva.

O goleiro reserva afirma que Cássio já alcançou o status de ídolo no clube e busca um dia chegar ao mesmo patamar. "A história dele aqui dentro é muito grande. Só ver os títulos que ele tem, não precisa nem comentar. Pretendo procurar meu espaço, trabalhar todo dia com o mesmo foco, quando precisar eu tentar dar conta do recado. Cada vez mais crescer aqui dentro, que é o que eu penso", disse.

O Corinthians fez neste sábado o último treino preparativo para a partida contra o Atlético, em Boca Ratón (Estados Unidos), pela Florida Cup, torneio amistoso pelo qual o time paulista também vai enfrentar o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, na próxima quarta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansWalterCássio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.