Titulares ficam de molho no São Paulo

O jogo-treino desta quinta-feira contra o Juventus, no Morumbi, vencido pelo São Paulo por 3 a 2, foi frustrante para quem esperava movimentação dos titulares ou a entrada de Aloísio, que ainda se recupera de lesão muscular na coxa direita. Não foi o que se viu no treino dirigido por Mílton Cruz, auxiliar-técnico. Paulo Autuori, que esteve no Rio de Janeiro, participando do Fórum Internacional de Futebol, chegou no fim, a ponto de ver a reação do Juventus. O time escalado no primeiro tempo tinha Flávio Kretzer, Hernanes, Flávio, Alex e Fábio Santos; Josué, Renan, Leandro Bomfim e Souza; Richarlyson e Grafite. Apenas Josué como titular. Alex teve entorse no tornozelo esquerdo aos 20 minutos, deixou o treino e já iniciou a fisioterapia em companhia a Rogério Ceni, que teve o mesmo problema na véspera. Os outros titulares correram em volta do gramado. Aloísio os acompanhou. Ele não acredita que a falta de participação em um jogo-treino vá atrapalhar seu entrosamento com os outros jogadores. ?Sempre que saí de contusão, fui direto para o campo. Sei que agora é um time diferente, que não conheço o pessoal, mas tudo vai se arrumar com os coletivos no Japão?, diz. Ritmo de jogo, falta de entrosamento ? para ele nada é problema. ?Vou me entrosar rapidamente. O pessoal aqui joga muito e não terá problema algum?. Para Cicinho, a torcida pode ter certeza de que o time fará uma grande partida no domingo, apesar de não estar jogando bem. ?Esse jogo é muito importante para nós. Temos de vencer para ganhar moral e viajar para Tóquio com pinta de campeão?, diz ? para logo se contradizer: ?Não dá para esquecer que o nosso foco é o Mundial. Vamos entrar para ganhar, mas não dá para ter uma contusão na véspera do Mundial?. Souza, que fez os dois primeiros gols do time ? o terceiro foi de Fábio Santos ?, desmentiu nesta quinta o que havia dito na quarta-feira. ?Não falei de mala preta vinda do Luiz Zveiter para o Corinthians. Basta procurar as fitas em que dei entrevista. Eu estava falando do Edílson Pereira de Carvalho, que confessou ter mexido nos resultados dos jogos?. Antes da entrevista, o desmentido de Souza já estava no site oficial do clube. Tudo porque Luiz Zveiter havia ameaçado puni-lo, tirando-o do Mundial de Clubes. Na verdade, a frase dita por Souza foi a seguinte: ?Não tem mala preta maior do que a que o STJD deu para o Corinthians, permitindo os 11 jogos novamente?. A ameaça de punição ocasionou o desmentido. Ou a ?pipocada?, como se diz na gíria. No comunicado oficial, o São Paulo também se pronunciou: ?A diretoria do São Paulo Futebol Clube aproveita para ressaltar a plena confiança que tem na integridade e no acerto das decisões tomadas por todos os membros do STJD?.

Agencia Estado,

01 de dezembro de 2005 | 20h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.