Ricardo Duarte/Inter
Ricardo Duarte/Inter

Titulares voltam para Inter quebrar o tabu em Itaquera e ampliar a liderança

Time gaúcho nunca venceu o Corinthians desde o primeiro duelo entre as equipes na arena alvinegra, em 2014

Redação, Estadão Conteúdo

31 de outubro de 2020 | 10h10

O Internacional jamais ganhou do Corinthians em Itaquera. Com os titulares descansados, o líder do Brasileirão tentará, neste sábado, às 19 horas, acabar com o jejum para tentar fechar o turno na primeira colocação. Será o sétimo jogo dos gaúchos na Neo Química Arena.

Primeiro rival a ser derrotado pelo Corinthians no estádio, em 2014, o Inter ainda foi batido nos dois Brasileiros seguintes no estádio. Depois, engatou série de três empates. Neste sábado buscará, a todo custo, a primeira vitória.

Cansado do incômodo jejum e com foco total no Brasileirão, Eduardo Coudet poupou quase o time inteiro no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Apenas Marcelo Lomba e Cuesta iniciaram o duelo diante do Atlético-GO. Edenilson, Patrick e Abel Hernandez entraram no decorrer da partida, vencida por 2 a 1.

Com os titulares descansados, quer repetir a demonstração de força apresentada diante do Flamengo, há uma semana, para ganhar e ficar bem perto do título simbólico do primeiro turno.

Um triunfo simples frente o Corinthians faz o time colorado fechar o turno com 38 pontos e 16 gols de saldo. O Flamengo poderia igualar os pontos, mas teria de golear o São Paulo por cinco gols de diferença para ultrapassar. O Atlético-MG, outro com chances de bater os 38 pontos, precisaria ganhar seus dois jogos e também fazer cinco gols de saldo a mais.

Por fim ainda aparece o São Paulo com chances de superar o Inter. Desde que vença não apenas o Flamengo, no Rio, como seus outros três jogos atrasados na tabela para bater 39 pontos.

Dificilmente o Inter não será o campeão simbólico ganhando. Treze dos 17 times que viraram o turno na frente dos pontos corridos ergueram a taça no fim da competição. Os gaúchos têm esses números na ponta da língua. E querem engrossar o retrospecto positivo

A esperança de Coudet para vencer a primeira em Itaquera recai sobre o artilheiro Thiago Galhardo, com 15 gols, na ascensão do meia Patrick, que brilhou nas últimas rodadas, e em Abel Hernandez. O colombiano demorou um pouco para se adaptar, mas agora já começa a entrosar e a marcar gols.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.