Título coroa meninos talentosos e abusados da Vila Belmiro

Com um futebol ousado e ofensivo, Santos já conquistou o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil

ANDRÉ RIGUE, estadão.com.br

05 de agosto de 2010 | 00h03

SÃO PAULO - O título do Santos da Copa do Brasil diante do Vitória coroa o talento de uma geração jovem e abusada. Ganso, Neymar e André deram uma nova cara ao time nesta temporada, que teve ainda a presença de Robinho, craque formado nos gramados da Vila Belmiro. Outro que ganhou status com a conquista foi o técnico Dorival Júnior, que provou que tem capacidade para lidar com garotos e, sobretudo, montar equipes vencedoras.

Veja também:

linkJOGO - Leia como foi Vitória 1x2 Santos

mais imagens PAPEL DE PAREDE - 1280x1024 | 1024x768 | 800x600

som GOLS (Eldorado/ESPN) - 0x1 | 1x1 | 1x2

Apesar do ano vitorioso - também ganhou o Paulistão -, a temporada do Santos começou com problemas. Dorival Júnior encontrou um time desacreditado e cheio de cobrança por parte dos torcedores. Neymar e Ganso eram "apenas jovens" e muitas vezes amargaram o banco de reservas em 2009 com o técnico Vanderley Luxemburgo. Contudo, a equipe entrosou com a sequência de jogos e ganhou confiança. A chegada de Robinho, em fevereiro, foi o toque de magia para o time embalar.

 

O Santos foi avassalador no Campeonato Paulista e ganhou o título diante do Santo André, apesar de ter levado um sufoco do rival do ABC na segunda partida da decisão. Ganso e Neymar ganharam projeção nacional e se tornaram nomes certos na boca do torcedor, que cobrou a presença dos jogadores na Copa do Mundo. Dunga, porém, decidiu levar a equipe de sua confiança e acabou eliminado nas quartas de final, após derrota para a Holanda.

 

No título da Copa do Brasil, feito inédito na história do clube, uma campanha incrível dos garotos, principalmente dentro de casa. Foram 11 jogos com sete vitórias, um aproveitamento de 63,63 %. A equipe marcou impressionantes 39 gols - média de 3,5 por partida, e teve Neymar como artilheiro da competição, com 11 gols. A defesa, composta principalmente por Edu Dracena e Durval, sofreu apenas 15 gols.

 

O Santos eliminou na primeira fase o Naviraiense, do Mato Grosso do Sul, com duas vitórias. No primeiro jogo, triunfo por 1 a 0. Na volta, na Vila Belmiro, a maior goleada da competição: 10 a 0. Na segunda fase, a vítima foi o Remo, em apenas uma partida: 4 a 0. O Guarani ficou para trás nas oitavas de final. Vitória de 8 a 1 na Vila e derrota por 3 a 2 em Campinas. Nas quartas, o Atlético-MG caiu. Derrota por 3 a 2 em Minas e triunfo por 3 a 1 na Vila.

 

A semifinal foi muito complicada. Em jogo quente em Porto Alegre, o Santos levou 4 a 3 do Grêmio. Na Vila Belmiro, os meninos tiveram de correr muito reverter o placar e fazer 3 a 1. A decisão foi diante do Vitória. No primeiro duelo contra o rival baiano, placar de 2 a 0 dentro de casa - Neymar ainda desperdiçou um pênalti com uma "cavadinha". No segundo jogo, nesta quarta-feira no Barradão, derrota por 2 a 1.

 

O título da Copa do Brasil não só aumentou o prestígio dos meninos da Vila, como também marcou a despedida dos atacantes André (vendido ao Dínamo de Kiev) e Robinho (volta de empréstimo ao Manchester City). Outros nomes ainda podem deixar o clube. Neymar, principalmente, tem proposta do exterior - do Chelsea. De contratação, apenas Keirrison chegou com o status de bom jogador, mas ainda está fora de forma e de ritmo.

 

A torcida santista, porém, espera que mais ninguém deixe o time e ainda pergunta: o que mais os meninos podem conquistar? O clube ainda tem duas competições pela frente. No Campeonato Brasileiro, o Santos ocupa a sétima posição, com 18 pontos. Na Sul-Americana, a equipe irá encarar o Avaí, pela segunda fase - o torneio continental é uma boa prévia para mostrar o que os garotos poderão fazer na disputa da Libertadores 2011.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.