Título da Roma leva torcida à loucura

A Roma finalmente quebrou um jejum de 18 anos. Com a vitória sobre o Parma por 3 a 1, neste domingo, no superlotado estádio Olímpico, a equipe dos brasileiros Cafu, Antônio Carlos, Aldair, Emerson e Marcos Assunção conquistou o scudetto do Campeonato Italiano - o terceiro de sua história -, na última rodada da competição. A torcida da Roma foi à loucura após a marcação do gol do Parma, aos 38 minutos do segundo tempo. Ansiosos pela festa, muitos torcedores invadiram o campo para comemorar. O jogo foi interrompido por cerca de 10 minutos e quando recomeçou, muitos jogadores tiveram de recompor os uniformes, retirados pelo público. O goleiro Buffon, por exemplo, teve de disputar os últimos minutos sem luvas e com uma camisa de treino.Os gols da Roma foram marcados por Totti, aos 19, e Montella, aos 39 minutos do primeiro tempo, e por Batistuta, aos 33 do segundo. O único gol do Parma foi marcado por Di Vaio, aos 38. Com a vitória, o campeão somou 75 pontos ganhos em 22 vitórias, 9 empates e 3 derrotas, novo recorde para a competição, disputada por 18 equipes. Juventus (73 pontos), Lazio (69) e Parma (56) classificaram-se também para a disputa da Liga dos Campeões da Europa.Festa - Com o término da partida, os torcedores voltaram a invadir o campo, derrubando as traves, cortando as redes dos gols e arrancando placas de grama, levadas como recordação. Do estádio, as comemorações se estenderam para a região do Foro Itálico e pelas principais ruas e praças da capital italiana."Não há nada melhor do que esta conquista. Sempre quis ganhar um título com esta equipe e só posso agradecer a Roma por tudo isso", disse o francês Vincent Candela."Era um sonho de toda a equipe, mas especialmente meu. Sonho com isto desde criança", admitiu o capitão Francesco Totti, que de torcedor passou a jogador da Roma.Batistuta também disse ter realizado um sonho ao marcar um dos gols da vitória. "Foi uma sensação muito especial. Foi o dia mais feliz de minha vida", comentou o artilheiro, autor de 20 gols na competição. O jogador acha que o clube agora tem de passar a pensar na Liga dos Campeões da próxima temporada. "É um torneio muito importante e um título ainda inédito para a Roma."Outro argentino se destacou no torneio. Hernán Crespo fez o gol da Lazio na derrota deste domingo para o Lecce, por 2 a 1. Com isso, terminou como o maior artilheiro da competição, com 26 gols, 2 a mais do que o ucraniano Andrei Shevchenko, do Milan, e Enrico Chiesa, da Fiorentina.A difícil vitória livrou o Lecce do rebaixamento. O mesmo não ocorreu, porém, com Vicenza e Napoli, que vão fazer companhia ao Bari na 2ª divisão. O Napoli bem que lutou para não cair. Edmundo fez o gol da vitória sobre a Fiorentina, nos acréscimos, por 2 a 1. Mas não adiantou. O quarto rebaixado será definido em duas partidas extras que serão disputadas entre Reggina e Verona.Dança dos técnicos - Carlo Ancelotti, da vice-campeã Juventus, foi demitido logo após a vitória sobre o Atalanta por 2 a 1. Já o Milan anunciou hoje, também após a rodada final do Campeonato Italiano, a contratação do técnico turco Fatih Terim.

Agencia Estado,

17 de junho de 2001 | 18h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.