Título da Taça Rio dá confiança extra ao Vasco, diz meia Guilherme

Jogador acredita que time cresceu no momento certo

O Estado de S.Paulo

18 de abril de 2017 | 20h38

Depois de um dia de folga, o Vasco se reapresentou nesta terça-feira ainda em clima de festa, pela conquista da Taça Rio, no domingo. O troféu não influiu na classificação, garantida antecipadamente, para a semifinal do Campeonato Carioca. Mas injetou confiança renovada no elenco vascaíno, afirmou o meia Guilherme.

"Chegamos na semifinal muito confiantes após esse título. Nosso time cresceu na hora certa e tem tudo para fazer um grande jogo, sair com a vitória", afirmou o jogador de 23 anos, já projetando o confronto com o Fluminense, no sábado. O vencedor irá enfrentar na final o vitorioso do clássico entre Flamengo e Botafogo, que jogarão no domingo.

No início da preparação para o duelo com o Flu, Guilherme afirmou que pretende reeditar no profissional a rivalidade que nutre com Wellington Silva, do Flu, desde a época da base. "É legal essa rivalidade, bacana, vai servir para colocar um sabor especial no clássico", afirmou o meia vascaíno, que recordou o histórico contra o rival.

"No meu primeiro ano no Vasco, em 2006, o primeiro rival que enfrentei numa final foi o Fluminense. Lembro que existia uma enorme rivalidade na época, mais até que contra o Flamengo. A recordação é boa, pois saímos com a vitória. Passei a minha base toda jogando contra o Wellington Silva e o enfrentei novamente no primeiro jogo do Carioca", declarou.

Guilherme chegará para o clássico com o Flu embalado por seu primeiro troféu no futebol profissional. "Esperava muito esse momento. Conquistei muitos títulos durante a minha passagem pela base, mas ainda não tinha tido a chance de ser campeão no profissional", afirmou o meia, lembrando da vitória sobre o Botafogo, no domingo, na final da Taça Rio.

"Foi difícil dormir naquela noite. Muita gente dizia que a Taça Rio não valia nada, mas para nós valia sim. Fiquei bastante feliz mesmo, principalmente por ter entrado e ajudado o time a sair com a vitória. Foi bom, marcante, mas já penso em novas conquistas", avisou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.