AP
AP

Título do Colo-Colo é marcado por briga campal entre torcidas

Partida no Chile é suspensa após polícia conter barra bravas

EFE

07 de dezembro de 2015 | 16h35

O Colo-Colo conquistou neste domingo o título do Torneio Apertura do Campeonato Chileno ao contar com uma derrota da Universidad Católica, mas sua partida diante do Santiago Wanderers em Valparaíso foi suspensa devido a uma briga entre torcedores. Antes do pontapé inicial no estádio Elias Figueroa, o árbitro Enrique Osses decretou a suspensão do duelo em meio a uma batalha campal entre barras bravas dos dois clubes.

Os torcedores radicais invadiram o campo de jogo munidos com paus, fogos de artifícios e outros objetos, e inclusive tiraram as bandeiras de escanteios para usá-las na briga. Diante da situação, atletas comissões técnicas e árbitros tiveram de se refugiar nos vestiários.

Cerca de 15 minutos depois do início da confusão, a polícia entrou no gramado para dispersar os invasores e prender alguns deles. Apesar da confusão, o Colo-Colo ficou com o título porque lidera o Apertura, com 33 pontos, um a mais que a segunda colocada, a Católica, que perdeu para o Audax Italiano por 1 a 0.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.