TJD adia a decisão sobre o Paulistão

O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) decidiu, nesta quarta-feira, após mais de uma hora de reunião na sede da FPF, em São Paulo, adiar a decisão sobre o que será feito com relação aos jogos apitados pelos árbitros Edílson Pereira de Carvalho e Paulo José Danelon, envolvidos no escândalo da manipulação de resultados, no Paulistão deste ano. A decisão deve sair apenas em novembro.Nesta quarta-feira, o presidente do TJD, delegado Naief Saad Neto, designou que a Comissão de Inquérito instaurada na semana passada fique responsável por analisar os 22 jogos suspeitos (12 apitados por Edílson e 10 por Danelon) antes de apresentar relatório em novembro.?Ao contrário do que aconteceu no STJD, seguiremos o processo natural da Justiça Desportiva. Não temos urgência. Estamos tratando de um campeonato concluído. As coisas serão feitas sem atropelamento?, garantiu Naief Saad, citando a decisão do tribunal em anular os 11 jogos apitados por Edílson no Brasileirão.Mas, no entanto, duas possibilidades já estão descartadas: anular o rebaixamento e fazer a disputa do Paulistão de 2006 com 24 clubes. De acordo com o presidente da FPF, Marco Polo del Nero, uma lei federal não permite que um torneio seja disputado sem descenso. ?Só o Ministério dos Esportes tem autonomia para isso. Já fui avisado que a chance disso acontecer é zero?, assegurou.A Comissão de Inquérito será presidida pelo delegado Osvaldo ?Nico? Gonçalves e mais quatro membros: Saulo Santana ? indicado pela Associação Estadual de Árbitros ?, um representante indicado pela Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo e os ex-árbitros Sidrack Marinho e Manuel Machado. A primeira reunião do grupo está marcada para acontecer nesta quinta-feira, às 15 horas, na FPF.

Agencia Estado,

05 de outubro de 2005 | 16h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.