TJD tira pontos do Sãocarlense

O Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Paulista de Futebol tirou cinco pontos do Sãocarlense, por causa da escalação irregular do jogador Jamur, na derrota por 4 a 2 para o Etti Jundiaí, pelo returno da Série A-2 do Campeonato Paulista. Como a decisão não foi unânime (2 a 1), o clube recorreu, deixando a punição sub judice até a apreciação em segunda instância. O novo julgamento ainda não tem data definida para acontecer. Se a decisão for confirmada, o Sãocarlense passa a ter apenas 27 pontos, caindo para a penúltima posição e ficando seriamente ameaçado de rebaixamento para a Série A-3.Esta punição interessa a outros clubes ameaçados pelo rebaixamento, como o lanterna São José, com 27 pontos; o Comercial com 28 pontos e o Paraguaçuense com 29 pontos. Na busca desesperada para evitar o rebaixamento, a direção do Sãocarlense contratou, agora à noite, o ex-zagueiro do Palmeiras, Luís Pereira, para dirigir o time nos últimos jogos, contra América e Juventus. Ano passado ele assumiu o cargo em situação semelhante, deixando São Carlos como herói. Ele deve se apresentar nesta terça-feira para um elenco desunido e com salários atrasados. Na semana passada os jogadores realizaram greve de três dias, sendo castigados domingo quando foram goleados pelo Mirassol, por 5 a 0.

Agencia Estado,

18 de junho de 2001 | 22h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.