Togo abre investigação sobre seleção falsa

Equipe fraudulenta perdeu por 3 a 0 no amistoso contra time do Bahrein, em setembro

AE-AP, Agência Estado

17 de setembro de 2010 | 14h25

A Federação de Futebol de Togo iniciou uma investigação sobre como uma equipe falsa conseguiu representar o país em uma partida amistosa contra a seleção do Bahrein. O porta-voz da federação, Richard Solitoko, disse nesta sexta-feira que vários dirigentes serão ouvidos.

Um dos interrogatórios mais esperados é o do ex-secretário-geral da entidade, cuja empresa aparece em uma carta dirigida às autoridades do futebol do Bahrein. Porém, Kodzo Samlam negou ter escrito a correspondência em que aceita o convite do Bahrein para jogar o amistoso no dia 7 de setembro.

Revoltada com a fraude, a federação de Togo prometeu que irá descobrir o responsável por levar uma equipe falsa, que se apresentou com se fosse uma seleção oficial e perdeu o confronto por 3 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.