Togo suspende técnico por usar seleção falsa em jogo

A Federação de Futebol de Togo afirmou que o técnico Tchanile Bana foi o responsável por levar uma falsa seleção nacional para um amistoso contra o Bahrein e, por isso, será banido por três anos. "A organização,preparação e supervisão da partida foram planejados por Tchanile Bana", disse a entidade, em nota oficial.

AE-AP, Agência Estado

20 de setembro de 2010 | 14h02

A equipe formada por jogadores não-identificados perdeu por 3 a 0 para Bahrein, em amistoso disputado no dia 7 de setembro. Bana que dirigiu a seleção de Togo entre 2000 e 2004, já havia sido suspenso por dois anos, depois de levar jogadores ao Egito sem permissão.

Um membro da comissão disciplinar que investiga o caso disse que outros envolvidos na fraude podem ser punidos pela federação. "Deve ser colocado luz no caso do Bahrein a fim de desmascarar e impor sanções aos seus [Bana] cúmplices", afirmou Antoine Folly.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolTogoequipe falsasuspensão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.