Toninho Cecílio acha que o XV poderia ter feito mais na Vila Belmiro

Ainda na beira do gramado o técnico Toninho Cecílio, que ficou muito nervoso no banco durante o jogo, não escondia a sua decepção com a derrota e eliminação do XV de Piracicaba para o Santos, por 3 a 0, na Vila Belmiro. Nem sendo consolado pela

Estadão Conteúdo

12 de abril de 2015 | 20h04

própria imprensa piracicabana de que o time foi além do esperado, ele acha que a história poderia ser diferente.

"Sinceramente, eu achava que a gente poderia ir bem melhor em campo. Quando a gente chega, como aconteceu conosco, sonha em superação e seguir adiante. Marcamos bem no começo, mas depois deixamos o Santos muito à vontade e eles mostraram a melhor

condição técnica", analisou Toninho.

Chateado, ele preferiu dar os parabéns aos jogadores pelo espírito de luta, que já "aconteceu nas últimas rodadas quando nos recuperamos de uma situação delicada". E optou por fazer uma "mea-culpa". "Peço desculpas à torcida porque acho que eu poderia ter conseguido um pouco melhor", concluiu.

Mas o técnico também soube enaltecer o adversário "que é muito qualificado, tem uma mescla de jovens com alguns jogadores experientes e atuou ainda dentro de casa. É difícil jogar aqui na Vila Belmiro, mas eu pensava que o jogo seria mais igual.

Infelizmente prevaleceu a superioridade técnica deles".

O reconhecimento do trabalho dos jogadores e da comissão técnica pode ser visto nas arquibancadas da Vila Belmiro. A torcida gritou muito o nome do time, que antes de ir para os vestiários se dirigiu e agradeceu a cerca de mil torcedores que foram até

Santos na esperança de superar o favorito.

RECUPERAÇÃO - Mais importante para o XV é que há 25 anos não chegava tão longe no Campeonato Paulista. E completou cinco anos seguidos dentro da Série A1, a elite do futebol paulista. Começou mal a campanha sob o comando do técnico Roque Júnior, que

acumulou cinco derrotas em seis jogos.

A vinda de Toninho Cecílio e a troca da comissão técnica deu ao XV uma "nova cara". Na base do trabalho e da garra, além do apoio de sua torcida nos jogos dentro do estádio Barão da Serra Negra, o time se recuperou bem. Até duas rodadas antes do fim da fase inicial, o XV ainda corria riscos de ser rebaixado, mas garantiu sua vaga nas quartas de finais na última rodada quando empatou com o Corinthians, por 2 a 2, em Piracicaba.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.