Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Torcedor de 9 anos do Santos se desculpa por pedir camisa de Jailson contra o Palmeiras; veja vídeo

Bruno do Nascimento foi hostilizado por parte da torcida santista na Vila Belmiro após ganhar uniforme do goleiro rival. Clube alvinegro repudia episódio; veja repercussão

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de novembro de 2021 | 16h26
Atualizado 10 de novembro de 2021 | 11h57

Nem tudo são flores na volta da torcida aos estádios após mais de um ano longe das arquibancadas por causa da pandemia da covid-19. Uma cena lamentável marcou o fim da partida entre Santos e Palmeiras domingo, vencida pelo time alviverde por 2 a 0. Bruno do Nascimento, torcedor santista de apenas 9 anos, foi hostilizado após pedir uma camisa ao goleiro Jailson, da equipe palmeirense, e teve de ser acudido pelo pai. Nesta terça-feira, um vídeo da criança se desculpando viralizou nas redes sociais

"Desculpa se alguém se ofendeu porque eu peguei a camisa do Jailson, é que eu gosto muito dele. E também gosto do Weverton, que é da seleção brasileira. Eu não sou palmeirense. É que eu gosto muito do Jailson. Eu fui em todos os jogos de 2019. E agora estou tentando recuperar esse tempo que não fui na Vila. Eu não sou palmeirense, eu sou santista. Eu sempre apoiei muito o Santos, nos momentos mais difíceis. Sempre estive junto com o Santos", disse o pequeno Bruno.

O vídeo da criança sendo hostilizada por um grupo de torcedores do Santos após receber a camisa de Jailson foi bastante criticado nas redes pela maneira em que a criança foi tratada. O que poucos sabem é que o garoto não apenas torce como também joga nas categorias de base da equipe santista, conhecida como um dos principais celeiros de craques do País. 

Após a repercussão de ambos os vídeos, o clube alvinegro emitiu nota repudiando o episódio e afirmando ter entrado em contato com o pai do menino para convidá-los a assistir a partida contra o Red Bull Bragantino, na próxima quarta-feira, às 19h (de Brasília), no camarote da Vila Belmiro.

"O Clube não compactua com qualquer tipo de violência e se solidariza com a criança, que é um dos mais novos Meninos da Vila, conhecido pelo elenco, por sempre estar apoiando o time no portão do CT Rei Pelé."

Revelado na base do Santos, Gabigol também foi às redes se solidarizar com o pequeno Bruno. O atacante do Flamengo, que defendeu as cores do time da Baixada pela última vez em 2018, prometeu dar uma camisa ao garoto. "Bruninho, vou te mandar minha camisa! Você pode torcer pra quem você quiser. O amor pelo futebol pode ser maior que qualquer rivalidade", escreveu o atacante rubro-negro. Outras personalidades do esportes se manifestaram em favor do garoto e condenando a atitude de torcedores truculentos que olham o oponente como inimigo. Pelé também se manifestou, entre tantos outros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.