Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter

Torcedor ameaça abandonar o time por campanha antirracista e clube responde: 'Não fará falta'

Fã do West Bromwich, time da Inglaterra, disse que iria cancelar o carnê dos jogos por não concordar com a postagem 'patética' e clube reagiu de forma dura

Redação, O Estado de S.Paulo

03 de junho de 2020 | 12h47

O West Bromwich, clube da segunda divisão da Inglaterra, disse que “não sentirá falta” de um de seus torcedores que achou “patético” o posicionamento do clube contra o racismo. A publicação foi feita na última terça-feira, em meio à campanha “Blackout Tuesday”, aderida em escala global.

A equipe, atual vice-líder da “Série B” do Campeonato Inglês, postou uma imagem, em sua conta oficial do Twitter, com os seguintes dizeres: “Juntos somos mais fortes”. Em meio a uma série de comentários positivos, surge um que não gostou da publicação, caracterizou-a como “patética” e pediu o “cancelamento de seu carnê da temporada”.

Em resposta, o clube disse que não sentirá falta do torcedor e o diálogo viralizou. Posteriormente, o adepto, contrário a campanha antirracista, excluiu seu perfil da rede. Outros torcedores fizeram questão de lembrar nos comentários, que o West Bromwich foi o primeiro time inglês a ter três jogadores negros em campo: Cyrille Regis, Laurie Cunningham e Brendon Batson. Após a polêmica, o torcedor apagou sua página no Twitter.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
futebolWest Bromwichracismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.