Torcedor argentino é baleado em briga de bar em Porto Alegre

Gonzalo Nuñez envolveu-se em confusão com brasileiro no bairro Cidade Baixa e foi hospitalizado, mas não corre risco de morte

Gonçalo Júnior - Enviado especial a Porto Alegre, O Estado de S. Paulo

25 de junho de 2014 | 10h32

O torcedor argentino Gonzalo Nuñez, que está no Brasil para a Copa do Mundo, foi baleado na perna durante uma briga em Porto Alegre na madrugada desta quarta-feira. De acordo com a Brigada Militar, ele foi levado para o hospital e está fora de perigo.

O torcedor se envolveu em uma briga com um brasileiro no bairro chamado Cidade Baixa, onde se localizam vários bares e restaurantes na capital gaúcha. A discussão teria começado por causa de divergências sobre futebol. O argentino está no Brasil para acompanhar a partida entre Nigéria e Argentina, nesta quarta-feira, no Estádio Beira-Rio. A polícia gaúcha também informa que ninguém foi preso.

Autoridades de segurança classificam a partida desta quarta-feira como um evento de "alerta máximo". A expectativa do Ministério da Justiça é de que entre 80 e 100 mil argentinos cruzem a fronteira do Rio Grande do Sul por vias terrestres e aéreas. Em função dessa expectativa, as polícias Federal, Militar e Civil, Rodoviária Federal e até o Exército estão envolvidos em uma grande operação conjunta.

A principal preocupação é com a quantidade de torcedores argentinos sem ingressos. De acordo com a organização da Copa, 20 mil argentinos adquiriram entradas, ou seja, milhares de torcedores estarão sem entradas, o que aumenta o risco de invasões e de furtos. Os organizadores da Copa vão instalar um telão no acampamento onde se encontram milhares argentinos no parque Harmonia, região central de Porto Alegre. Ali, cerca de 10 mil poderão assistir ao jogo. A Fan Fest, outro espaço para torcedores sem ingressos, tem capacidade para 20 mil pessoas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.