Panini
Panini

Torcedor brasileiro se rende à 'febre' da coleção de figurinhas

Edição da Copa América, de 56 páginas e 12 seleções, será encartada neste domingo no ‘Estado’ com seis cromos de cortesia

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

23 de março de 2019 | 04h34

Colecionar figurinhas é um hábito dos brasileiros há muitos anos. O álbum da Copa do Mundo Rússia 2018, por exemplo, foi sucesso de público e venda e a cada quatro anos essa febre de colecionadores se renova com a competição. Segundo José Eduardo Severo Martins, presidente da Panini Brasil, o resultado é sempre gratificante.

“Comercializamos o produto em todos os países e o Brasil é o que mais consome. Por isso, para nós, o resultado de 2018 foi muito positivo. Por questão estratégica global, não divulgamos os números da vendas, mas podemos dizer que, durante o Mundial, chegamos a produzir mais de 9 milhões de envelopes de figurinhas por dia”, diz.

 

É na fábrica em Barueri, na Grande São Paulo, que estão sendo produzidos os cromos do álbum da Copa América, que estará encartado neste domingo na edição do Estado. Além da publicação de 56 páginas e 12 seleções, o leitor receberá também como cortesia seis figurinhas para iniciar sua coleção.

“O lançamento do álbum contará com campanhas de marketing, incluindo propaganda em TV, rádio, revistas, mídia exterior e mídias sociais. As ações da empresa envolvem ainda eventos de troca de figurinhas e atividades de interação com o público em shoppings”, explica Marcelo da Silva, gerente de marketing da Panini Brasil.

Além do álbum, a empresa vai lançar também a revista Jogão Especial, que abordará o torneio sul-americano. “Ela trará uma surpresa para os leitores que não posso revelar ainda. Mas será uma recordação inesquecível”, garante o executivo.

O álbum da Copa América apresenta todos os estádios da competição que será disputada entre 14 de junho e 7 de julho em cinco cidades: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre e Salvador. A publicação conta com três páginas para cada seleção, incluindo Japão e Catar, convidados do evento, e traz ainda diversas curiosidades históricas sobre o campeonato. Outra novidade são as páginas de cada grupo com fotos dos atletas em ação.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.