Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Torcedor do Athletico-PR sofre enfarte e morre ao comemorar título da Copa do Brasil

José Luiz Kuster, de 63 anos, teve ataque fulminante após Rony marcar gol do título diante do Inter

Redação, O Estado de S. Paulo

19 de setembro de 2019 | 14h10

O taxista aposentado José Luiz Kuster Contador, de 63 anos, sofreu um enfarte e morreu na noite desta quarta-feira enquanto comemorava o gol do título da Copa do Brasil do Athletico-PR contra o Inter. Morador de Morretes, litoral do Paraná, e torcedor rubro-negro, ele se sentiu mal quando viu o time confirmar a vitória por 2 a 1 no Beira-Rio e garantir o título inédito.

"Quando saiu o segundo gol, o coração não aguentou. O cardiologista disse que foi instantâneo, infelizmente morreu na hora e sem volta", disse o filho do torcedor, Francesco Contador, em entrevista à rádio Banda B. "Quando encontrei meu pai, ele ainda estava quente e sorrindo. Ele estava sorrindo muito, parecendo alguém que foi embora, mas foi embora feliz", comentou.

Torcedor fanático, José Luiz incentivou a família toda a torcer pela equipe. A vítima de enfarte havia se aposentado há dois anos, quando decidiu sair de Curitiba e morar no litoral do Paraná. "Ele tem ingressos desde a década de 1990 e todos da conquista do Brasileirão de 2001. Ele era fanático mesmo e toda nossa família é. Eu sou, os netos são e vamos manter vivo isso em homenagem a ele", afirmou Francesco.  

O incidente em Morretes não foi o único durante a final da Copa do Brasil. Na terça-feira, no aeroporto de Curitiba, o torcedor Wesley Pontes perdeu a mão esquerda depois de um sinalizador que segurava estourar de forma inesperada. O time se sensibilizou com o caso. "A gente pegou toda cena, foi muito feia. Queria dedicar esse título a ele", disse o atacante Nikão após a partida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.