José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Torcedor do Corinthians que ficou preso na Bolívia é detido na Bahia

Rafael Araújo trocou tiros com a polícia e foi atingido

Renato Vieira, O Estado de S. Paulo

21 de setembro de 2013 | 10h43

SÃO PAULO - Um dos torcedores do Corinthians detidos na Bolívia após a morte do adolescente Kevin Espada, atingido por um rojão no jogo contra o San José em fevereiro, se envolveu em um confronto com a polícia por volta da 0h deste sábado, no município de Santo Estêvão, a 150 quilômetros de Salvador. Segundo a 57ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), Rafael Machado Castilho de Araújo,19, estava em uma moto e atirou contra policiais que faziam ronda pela cidade. Após troca de tiros, Rafael foi alvejado no braço, na perna e nas costelas. Alex Nascimento da Silva, 23, guiava a motocicleta e foi atingido nas nádegas.

 

Os dois foram levados para hospitais de Feira de Santana e não correm risco de morrer. Ambos foram autuados em flagrante. Além de um revólver calibre 38, foram encontrados com Rafael, que voltou ao Brasil em junho, documentos de entrada e saída da Bolívia, além de uma carteira da Gaviões da Fiel, torcida organizada do Corinthians. A polícia informou que Rafael, natural de Santos, estava morando em Santo Estêvão havia um mês, "fugido" de São Paulo. Alex, conhecido na cidade como Léo Seco, tem passagens na polícia por porte ilegal de arma e aliciamento de menores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.