Torcedor do Cruzeiro morre no Mineirão durante partida contra o Grêmio

Segundo informações iniciais, Eros Dátilo Belizardo, de 37 anos, teve um enfarte

Leonardo Augusto, especial para a AE, Estadão Conteúdo

27 Outubro 2016 | 11h37

A Polícia Civil de Minas Gerais abriu inquérito para apurar a causa da morte do torcedor do Cruzeiro Eros Dátilo Belizardo, de 37 anos, que passou mal na noite de quarta-feira, durante a partida do time contra o Grêmio, realizada no Mineirão. A equipe da casa perdeu por 2 a 0 para o clube de Porto Alegre, pelas semifinais da Copa do Brasil.

As informações iniciais apontam que a causa da morte seria infarto. Porém, durante a partida, Eros discutiu com um segurança da Minas Arena, que administra o Mineirão, e os dois teriam brigado. O torcedor foi levado para o Hospital Municipal Odilon Behrens, onde já chegou sem vida por volta das 23h40 depois de passar pelo setor médico do estádio. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) com previsão de liberação nesta tarde.

Segundo a Polícia Civil, já foram ouvidas testemunhas e o segurança da Minas Arena. Só será possível determinar a causa da morte, porém, depois dos resultados dos exames feitos pelo IML e da perícia feita no local onde a briga teria ocorrido.

Em nota, a Minas Arena disse lamentar "o falecimento do torcedor Eros Dátilo Belizardo, ocorrido após a partida entre Cruzeiro e Grêmio, válida pelas semifinais da Copa do Brasil 2016, e se solidariza com a família nesse momento de dor".

O texto diz ainda que "o socorro foi prestado ao torcedor, imediatamente, pela equipe médica em serviço na partida. Ele foi levado de ambulância ao posto médico localizado dentro do estádio, atendido pela equipe médica de plantão e encaminhado ao Hospital Odilon Beherens onde, infelizmente, veio a óbito".

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.