Torcedor do Fla condenado a 22 anos

O vice-presidente da Torcida Jovem do Flamengo, Márcio Alexandre de Silos Melo, o "Snoopy", foi condenado a 22 anos de prisão por causa de duas tentativas de homicídio contra integrantes da Força Jovem do Vasco. A condenação foi obtida pelo Ministério Público estadual através do promotor Riscalla João Abdenur, hoje. De acordo com a sentença do juiz presidente do 2º Tribunal do Júri, Luiz Noronha Dantas, Márcio demonstrou "insensibilidade por outros seres humanos e um absurdo desprezo pela vida." Segundo o magistrado, o réu, como dirigente de uma facção de torcida organizada, tinha o dever de dar o exemplo de disciplina. Ele o classificou o comportamento de Márcio como "típico de um gângster." O crime aconteceu em 1999 em frente à sede do Vasco, em São Cristovão, na zona norte, por volta da meia-noite. Márcio e seu amigo, Eduardo Gomes Rodrigues, atualmente foragido, realizaram uma emboscada, aguardando os torcedores vascaínos que voltavam de uma partida do Vasco realizada em Nova Friburgo. O réu efetuou mais de dez tiros contra Luiz Cláudio do Carmo Espírito Santo e Fábio de Freitas Abraão. O primeiro ficou com uma lesão permanente no joelho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.