Torcedor do Palmeiras espera ansioso pela inauguração do estádio

Torcedor do Palmeiras espera ansioso pela inauguração do estádio

Cinco razões para deixar o palmeirense empolgado com o Allianz Parque, cujo data de estreia é 8 de novembro, contra o Atlético-MG

Robson Morelli, O Estado de S. Paulo

17 de outubro de 2014 | 15h49

O Palmeiras conta os dias e as horas para entrar em campo pela primeira vez no seu novo estádio. O Allianz Parque está com quase 100% de suas obras finalizadas, já com um evento-teste realizado, outro a se realizar no sábado que vem, em festa de despedida de Ademir da Guia, e ainda mais um com data marcada, este para 30 mil pessoas no mínimo. A primeira vez do Palmeiras no Allianz Parque está marcada para 8 de novembro, quando o time enfrenta o Atlético-MG pelo Campeonato Brasileiro.

Será, sem dúvida, um dia histórico para os palmeirenses, que seguem sua equipe em outros estádios desde que o Palestra Itália recebeu sua última partida antes da demolição total. Os estádios, o velho e o novo, ocupam o mesmo terreno em lugar nobre de São Paulo, no bairro de Perdizes, zona oeste da cidade. Confira cinco razões para deixar o torcedor palmeirense, e os amantes de futebol de modo geral, satisfeito e orgulhoso com o novo estádio.

1. Dentro da cidade

A localização do Estádio do Palmeiras é uma das melhores dentro de cidades grandes, como São Paulo. O bairro de Perdizes é centralizado, próximo de Metrô (Barra Funda), com boas linhas de ônibus pelas imediações e saídas rápidas e fáceis para quem prefere se locomover de carro.

2. Time mais forte e com responsabilidade

É claro que o elenco do Palmeiras não é digno do tamanho e da grandiosidade de sua nova casa. O time é fraco. De qualquer maneira, os dirigentes sabem que precisam ter um elenco mais forte para equilibrar seu rendimento no estádio. Paulo Nobre, se for reeleito, ou se rival no pleito, Pescarmona, sabe da necessidade, quase obrigação, de formar um time que mais ganhe do que perca na nova arena.

3. Ganho com a bilheteria

Um estádio mais confortável levará naturalmente mais torcedores para as partidas do Palmeiras, de modo a fazer com que o clube arrecade mais em todas as suas partidas, sem necessariamente apostar apenas nos grandes jogos e clássicos, a exemplo do que vem fazendo o Corinthians no Itaquerão. O torcedor do Palmeiras tem apoiado o time mesmo no Pacaembu e fará isso com mais frequência no Allianz Parque.

4.  Força em casa

O Palmeiras tem rodado os estádios de São Paulo na esperança de achar uma casa. Fez isso até optar pelo Pacaembu, por decisão dos dirigentes, mas também dos jogadores, que gostam de atuar no Paulo Machado de Carvalho. Mesmo assim, nada se compara a atuar em seu 'alçapão', como era o Palestra Itália e certamente como será o Allianz Parque. Isso faz diferente no desempenho da equipe.

5. Reunião dos torcedores

Como sempre foi com o Palestra Itália, os arredores do clube, onde fica o novo estádio, estão cercados de bares e restaurantes e lojas do Palmeiras, fazendo com que a região se transforme num reduto do time e de seus seguidores. Ainda é tudo precário, mas a região pode melhorar e se transformar num point da cidade. De certo, já é ponto de encontro dos palmeirenses.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.