Ciro Campos/Estadão
Ciro Campos/Estadão

Torcedor do São Paulo briga com criança que teria celebrado gol do Palmeiras

Chute feliz de Carlos Eduardo no segundo tempo iniciou confusão nas arquibancadas do tricolor

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

16 de março de 2019 | 20h11

O clássico deste sábado entre São Paulo e Palmeiras, no Pacaembu, pelo Campeonato Paulista, teve uma discussão ríspida entre torcedores. Após o time alviverde marcar o gol com Carlos Eduardo, um são-paulino se irritou e discutiu com uma criança que, segundo ele, seria supostamente palmeirense e teria comemorado o lance. 

A discussão se deu no setor coberto do Pacaembu, em frente às tribunas de imprensa. O torcedor do São Paulo demonstrou muita irritação após o gol e de virou para trás, onde apontou para uma família que seria palmeirense e teria comemorado o gol. O foco principal reação foi com a criança. Bastante alterado, o são-paulino gritou para pai, mãe e filho, que viam a partida juntos e se negaram ter celebrado.

Apesar do episódio, os demais são-paulinos presentes reagiram contra o torcedor que gritava contra a família. Vários discutiram de maneira ríspida, ao cobrarem respeito dele e defenderem a família. "E daí que são palmeirenses? Eu gostaria de ver o jogo com palmeirenses", disse um dos torcedores que tentavam acalmar a situação. 

Nos minutos seguintes a discussão continuou, com vários outros são-paulinos revoltados brigando com o torcedor que acusou o trio de ser palmeirense. Como o gol decisivo foi aos 34 minutos do segundo tempo, logo depois a família apontada como palmeirense deixou o Pacaembu. O menino foi embora chorando.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.