Jason Cairnduff/ Reuters
Jason Cairnduff/ Reuters

Torcedor do West Ham é banido dos estádios por 3 anos após racismo contra Salah

Bradley Thumwood, de 48 anos, confessou ato contra o jogador do Liverpool

Redação, Estadão Conteúdo

14 de outubro de 2020 | 17h02

Bradley Thumwood, de 48 anos, torcedor do West Ham, está proibido de assistir a jogos de futebol na Inglaterra pelos próximos três anos, após confessar ter feito insultos racistas a Mohamed Salah, jogador do Liverpool, em 29 de janeiro.

Thumwood, que ouviu a sentença, nesta terça-feira, no Tribunal de Magistrados do Tamisa, ainda recebeu uma multa de 400 libras (cerca de R$ 2,9 mil) e terá de pagar uma sobretaxa de custos no valor de 125 libras (R$ 910).

O West Ham prometeu adotar uma "abordagem de tolerância zero" para qualquer outro incidente futuro de natureza semelhante, além de tentar educar Thumwood para que reformule seus pontos de vista. "O clube vai oferecer sessões educacionais para o indivíduo em questão em um esforço para reformar seus pontos de vista, reservando-se o direito de ampliar suas proibições por tempo indeterminado, caso esses esforços fracassem."

O policial Andy Sheldon pediu aos torcedores para que relatem qualquer exemplo de discriminação nos jogos. "Não toleramos e não toleraremos crimes de ódio de qualquer tipo em partidas de futebol e tomaremos medidas contra aqueles que cometerem esses tipos de crimes durante os jogos."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.