Jefferson Alves/Brusque FC
Jefferson Alves/Brusque FC

Torcedor é detido após caso de racismo contra jogador do Brusque na Série B

Zagueiro Sandro é alvo de ofensas racistas no jogo com o Brasil de Pelotas

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de setembro de 2021 | 22h37

O Campeonato Brasileiro da Série B registrou, nesta quarta-feira, um novo caso de racismo. Durante o encontro entre Brasil de Pelotas e Brusque, jogadores da equipe catarinense acusaram um torcedor xavante de ofensas raciais no estádio Bento Freitas.

O caso aconteceu por volta dos sete minutos da etapa complementar do jogo. Durante o aquecimento dos atletas reservas do Brusque, diante da torcida do Brasil, o lateral-direito Edílson disse ter ouvidos expressões racistas direcionadas ao zagueiro Sandro.

Diante do ocorrido, o elenco da equipe quadricolor acionou o delegado do jogo, que, por sua vez, reportou os relatos à Polícia Militar, que identificou e deteve o torcedor que proferiu as ofensas racistas. O jogo foi paralisado por alguns instantes.

Depois do apito final, os jogadores Edílson e Sandro foram levados à delegacia para prestar maiores esclarecimentos sobre os acontecimentos.

O Brusque já esteve envolvido em caso de racismo nesta temporada da Série B. No jogo com o Londrina, Celsinho, jogador da equipe paranaense, foi alvo de ofensas racistas de dirigente do time catarinense presente no estádio, Júlio Antônio Petermann.

Além de demorar para se manifestar, o Brusque soltou uma nota no dia seguinte relativizando o ocorrido e acusando Celsinho de "oportunismo". Diante da repercussão negativa, o clube publicou uma nova nota, assinada pelo presidente Danilo Rezini, pedindo desculpas pelo "posicionamento equivocado". Por fim, a equipe foi punida com a perda de três pontos na tabela.

No último fim de semana, após o jogo entre Cruzeiro e CSA, Iury Castilho, atacante da equipe alagoana, foi alvo de ataques racistas nas redes sociais. Ele havia marcado o gol da virada do CSA e comemorou o tento relembrando o meme "Fala, Zezé".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.