Torcedor é sepultado em São Paulo

O torcedor são-paulino Ricardo Pires da Silva, 32 anos, morreu na madrugada desta sexta-feira, após ser atacado por dois homens em uma moto, na altura do nº 5.830 da avenida Morumbi. Ele e cinco amigos iam para o estádio onde assistiriam à final da Libertadores. Antes de atirar, o assassino teria dito "eu sou corintiano".O crime ocorreu por volta das 21h. Ricardo e seus amigos estavam a pé e teriam se desentendido com os dois homens da moto. De acordo com a Polícia Civil, o garupa fez seis disparos. Dois atingiram a vítima - no rosto e na perna direita. Os criminosos, até o fim da tarde de ontem, estavam foragidos.Ricardo ainda foi socorrido na Santa Casa de Santo Amaro, onde morreu. Foi enterrado às 17 horas, no Cemitério São Luiz. Os familiares não se conformavam: "Ele nunca ia a estádios, resolveu ir porque os amigos da rua convidaram", disse a irmã de Ricardo, Rosimere Conceição da Silva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.