Torcedor invasor diz que só desejou azar a Dida

Jovem escocês conta que invadiu o campo na quarta apenas para comemorar a vitória do Celtic

05 de outubro de 2007 | 16h54

Robert McHendry, de 27 anos, é nome o torcedor que se tornou famoso na última quarta-feira ao invadir o campo em Glasgow e passar a mão no goleiro Dida, do Milan, que encenou uma agressão a partir daí. Após se apresentar à polícia escocesa, exigência da lei européia, ele contou o que fez ao passar ao lado do brasileiro: "Eu bati no ombro e disse 'azar, Dida'".Em entrevista ao jornal inglês Daily Mail, McHendry afirma que invadiu o campo apenas para festejar, pois o jogo - válido pela Liga dos Campeões - já estava nos acréscimos. "Eu estava correndo para comemorar com o time [Celtic]. Enquanto eu estava correndo passei pelo Dida, e continuei correndo e comemorando a vitória."Com a invasão de campo, o torcedor foi banido dos estádios onde o Celtic vá jogar daqui para frente. Terá de se contentar com a televisão. Além disso, ainda pode sofrer uma punição da Justiça pela atitude inadequada. A pena deve ser anunciada no mês que vem, após a investigação do processo.

Tudo o que sabemos sobre:
AC MilanLiga dos CampeõesDida

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.