Divulgação
Divulgação

Torcedores da Portuguesa entram em confronto com a polícia

Briga ocorreu no momento da chegada das delegações ao Canindé

GONÇALO JUNIOR, O Estado de S. Paulo

17 de outubro de 2015 | 18h53

A chegada dos ônibus das delegações da Portuguesa e do Vila Nova ao Canindé, na tarde deste sábado, para jogo válido pela Série C do Campeonato Brasileiro, foi um momento de tensão nas proximidades do estádio. Cerca de 50 torcedores da Lusa se envolveram em um princípio de confusão com os policiais. Houve correria e empurra-empurra. Vendedores ambulantes correram e se protegeram com bancos de plástico. Não houve feridos.

O tumulto começou depois que o ônibus do time goiano entrou no estádio, por volta das 17h45. Torcedores da Lusa se aproximaram para xingar os jogadores e foram contidos pelos policiais. Em seguida, começou o corre-corre. O conflito envolveu apenas torcedores da Portuguesa e policiais. Alguns torcedores reclamaram de excesso da polícia.

A movimentação nas proximidades do Canindé é intensa. Todos os dez mil ingressos que a Portuguesa e a Federação Paulista de Futebol colocaram à disposição para troca por garrafas PET se esgotaram ainda na sexta-feira. Os torcedores do Vila Nova também compareceram em bom número - são cerca de dois mil. A diretoria do time goiano protestou diante da dificuldade para conseguir os ingressos para os visitantes.

A expectativa é de cerca de 14 mil espectadores para o jogo que vale uma vaga na Série B do ano que vem. A Portuguesa precisa vencer por dois gols de diferença para se classificar. No jogo de ida, perdeu por 1 a 0.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie CPortuguesabriga

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.