Carl Recine / Reuters
Carl Recine / Reuters

Torcedores da Roma são presos por agressão a fã do Liverpool que está internado

Clube italiano condena agressões e se solidariza com vítimas em comunicado oficial

Estadão Conteúdo

25 de abril de 2018 | 11h00

Dois torcedores da Roma foram presos por suspeita de tentativa de assassinato de um fã do Liverpool agredido na última terça-feira, na Inglaterra, antes da partida que os dois times realizaram no estádio Anfield Road, palco do confronto de ida das semifinais da Liga dos Campeões da Europa.

+ Atuação de gala de Salah incendeia imprensa egípcia: 'Mo, Rei da Inglaterra'

'Temos de acreditar, tudo é possível no futebol', diz técnico da Roma

A polícia local informou que o torcedor de 53 anos de idade foi agredido e depois deu entrada em estado crítico em um hospital, onde segue internado. De acordo com as autoridades policiais, o homem irlandês, cuja identidade não foi revelada, acabou sendo vítima das agressões durante uma "briga" com os seguidores do clube italiano nas imediações do estádio.

Por meio de um comunicado oficial, o Liverpool afirmou que está "chocado e estupefato" pelo incidente, que foi descrito pela Uefa como um "ataque repugnante". "Os perpetradores deste ignominioso ataque não têm lugar dentro e ao redor do futebol", ressaltou a entidade que controla o futebol europeu, que também disse confiar que os agressores "serão tratados com extrema severidade pelas autoridades".

A Roma, por sua vez, condenou o comportamento "abominável" destes dois seguidores do time que foram qualificados como integrantes de uma minoria de torcedores que "envergonham o clube".

"Não há espaço para este tipo de comportamento vil no futebol e o clube está agora cooperando com o Liverpool Football Club, com a Uefa e com as autoridades", informou a Roma em seu comunicado, no qual também se solidarizou com as vítimas das agressões. "Os pensamentos e as orações estão com o torcedor do Liverpool de 53 anos no hospital e seus familiares neste momento", destacou.

O episódio de violência ocorreu pouco antes de o Liverpool golear a Roma por 5 a 2, em casa, e abrir boa vantagem nas semifinais da Liga dos Campeões. A partida de volta deste mata-mata está marcada para o próximo dia 2 de maio, na capital italiana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.