Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Torcedores do Corinthians conseguem liminar para acompanhar partida

A ordem judicial foi publicada nesta quarta-feira no site do Tribunal de Justiça de São Paulo

VITOR MARQUES / PAULO FAVERO, O Estado de S. Paulo

27 de fevereiro de 2013 | 16h50

SÃO PAULO - Seis torcedores do Corinthians conseguiram uma liminar para ter o direito de assistir a partida contra o Millonarios no Pacaembu pela Copa Libertadores, às 22h. A ordem judicial foi publicada nesta quarta-feira no site do Tribunal de Justiça de São Paulo. A liminar se sobrepõe à decisão da Conmebol de vetar a presença de público no jogo do time na Libertadores. Por causa da morte do jovem boliviano Kevin Espada, de 14 anos, o Corinthians foi punido pela Conmebol e terá de jogar todos as partidas em casa da Libertadores com portões fechados.

Os torcedores que conseguiram a liminar são: Gerson Mendonça Neto, Armando Mendonça, Karina Mendonça, Maurício Pimenta, Milton Mendonça e Rodrigo Adura. "Não questionamos a punição imposta pela Conmebol, mas essa medida fere do Código de Defesa do Consumidor e também o Estatuto do Torcedor", disse ao Estado o torcedor Armando Mendonça, que é advogado.

O Corinthians, a Secretaria de Segurança Pública, a Secretaria dos Esportes do Município e representantes da Conmebol já sabem da decisão judicial. Eles são obrigados a liberar a entrada desses seis torcedores e de quem mais aparecer com documento semelhante. "Tinhamos comprados os ingressos pelo Fiel Torcedor há três meses, não podemos ser prejudicados por uma decisão posterior a isso", entende Mendonça, que tem certeza de que vai conseguir assistir ao jogo do Pacaembu. Ele e os outros cinco torcedores compraram ingressos de numerada.

TORCEDORES ENTRARÃO NO ESTÁDIO

Segundo o Tenente Razuk, da Polícia Militar, os seis torcedores que conseguiram a liminar, entrarão no Pacaembu. "Estou com a liminar em minhas mãos para seis torcedores e eles vão entrar. Não sei em qual setor, isso cabe ao Corinthians, mas tenho que cumprir a autorização judicial", declarou o tenente.

Quando perguntado se na próxima partida aparecessem 30 mil torcedores com uma liminar, Razuk foi claro: "Se isso acontecer, faremos o procedimento normal e abriremos os portões. Vamos permitir a entrada, mas o Corinthians que indicará o local de acordo com o ingresso", disse Razuk.

"A polícia não pode tirar o direito de ir e vir do cidadão, mas estamos aqui atentos para qualquer quebra da ordem pública", comentou o tenente sobre uma possível aglomeração ao redor do Pacaembu. Ele ainda confirmou que houve uma reunião com as torcidas organizadas e ficou combinado que elas ficariam em suas sedes.

ATUALIZADO ÀS 20H

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.