Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Torcedores do Flamengo cercam atletas e protestam durante embarque

Jogadores viajaram para Fortaleza, onde enfrentam o Ceará, domingo, pelo Campeonato Brasileiro

Estadão Conteúdo

27 de abril de 2018 | 22h10

Os torcedores do Flamengo fizeram mais um protesto contra os jogadores nesta sexta-feira. Depois de irem ao treino do time na Gávea, eles agora ameaçaram os atletas durante o embarque da delegação para Fortaleza, no aeroporto do Galeão.

+ Torcedores protestam em treino e Geuvânio reclama de 'clima pesado'

A delegação rubro-negra tentou evitar os torcedores e chegou por uma entrada alternativa. No entanto, os torcedores descobriram a mudança do trajeto e cercaram os jogadores quando desciam do ônibus.

Um dos principais alvos foi o meia Diego, que precisou da proteção dos seguranças. Os jogadores revelados pela base do Flamengo foram poupados, como foi o caso de Lucas Paquetá que é titular da equipe neste início de temporada.

Mais cedo, os torcedores foram ao treino e gritavam palavras de ordem como: "Premiação de que?" e "presidente banana, time pipoqueiro". Além disso, atiraram cascas de banana e pipocas na entrada do CT.

Dias antes, a torcida já havia manifestado sua indignação com os jogadores após o duelo contra o Santa Fe. Após o empate na Colômbia, alguns flamenguistas foram ao aeroporto recepcionar o elenco com novos protestos. Mais do que os resultados, as atuações têm os irritado.

Com uma vitória (sobre o Emelec) e três empates (dois contra o Santa Fe e um com o River Plate), o Flamengo é o segundo colocado do Grupo D da Libertadores, com seis pontos. Para garantir vaga nas oitavas de final e evitar um novo vexame no torneio, precisa derrotar o Emelec dia 16 de maio, no Maracanã.

Tudo o que sabemos sobre:
Flamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.