Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter

Torcedores do Flamengo expõem camisas pelo Rio com nomes das vítimas do incêndio

Ato estende varais em lugares simbólicos, como a sede do Flamengo, o Ministério Público, o Maracanã e a 42ª DP, no Recreio, responsável pelo caso

Redação, Estadão Conteúdo

08 de fevereiro de 2020 | 11h10

Um grupo de torcedores espalhou camisas do Flamengo em vários pontos do Rio de Janeiro em homenagens aos dez meninos que morreram no incêndio de grandes proporções no Ninho do Urubu. A tragédia completa um ano neste sábado.

O ato foi realizado pelo "Flamengo da Gente". O grupo colocou um varal com 10 camisas, cada uma com o nome de uma vítima, perto de lugares simbólicos do Rio, como a sede do Flamengo, o Ministério Público, o Maracanã e a 42ª DP, no Recreio, responsável pela investigação do caso.

O grupo, composto por conselheiros, sócios e torcedores do Flamengo, busca preservar a memória dos jovens mortos nos contêineres que foram consumidos pelo fogo. Também cobra o clube por celeridade na negociação pela indenização às famílias e pressiona as autoridades por punição aos responsáveis.

Aberto em fevereiro do ano passado, o inquérito que apura as causas e os culpados pelo incêndio foi concluído pela Polícia Civil do Rio e remetido ao Ministério Público do Estado nesta sexta-feira. Foram mantidos os oito indiciamentos apontados ainda em junho. Entre os indiciados está Eduardo Bandeira de Mello, ex-presidente do Flamengo.

Quanto às indenizações, o Flamengo fechou acordou com os familiares de Áthila Paixão, Gedson dos Santos e Vitor Isaías, além do pai de Rykelmo Viana - a mãe do menino, Rosana Souza, que é divorciada do pai, entrou na Justiça contra o clube.

Essa é mais uma das homenagens às vítimas. Flamenguistas grafitaram um muro em frente ao Maracanã, estádio em que todos aqueles jovens atletas sonhavam em um dia atuar. A obra, idealizada pelo artista Airá Ocrespo e executada por um grupo de 30 torcedores, deve ser concluída neste sábado.

Do lado do Flamengo, o presidente Rodolfo Landim afirmou que o clube vai construir um memorial no Ninho do Urubu em homenagem aos dez meninos. Também haverá ações na partida deste sábado, contra o Madureira, às 18 horas, no Maracanã, pela sexta rodada do Campeonato Carioca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.