Silvia Izquierdo/AP
Silvia Izquierdo/AP

Torcedores do Flamengo fazem homenagem às vítimas do incêndio

Grupo faz abraço coletivo, deixa flores na sede do clube e canta parabéns para Arthur Vinícius, que completaria 15 anos neste sábado

Constanca Rezende / RIO, O Estado de S.Paulo

09 de fevereiro de 2019 | 20h10

Torcedores do Flamengo organizaram, no final da tarde deste sábado, um ato em homenagem aos dez atletas mortos no incêndio ocorrido no Centro de Treinamento do Flamengo, na madrugada de sexta. Eles deram um "abraço" simbólico na sede do clube, na Gávea, zona sul do Rio de Janeiro.

O grupo cantou músicas em homenagem aos jogadores e deixou flores na entrada do clube. Os torcedores também cantaram parabéns para Arthur Vinícius da Silva, uma das vítimas, que completaria 15 anos neste sábado. O zagueiro foi a primeira vítima do acidente a ser enterrada.

Em evento chamado "Abraço simbólico na Gávea", as organizadas Raça Rubro-Negra, Torcida Jovem do Flamengo, Fla Manguaça, Urubuzada, Império Rubro-Negro e Nação 12 convocam torcedores do clube para o ato que acontecerá às 17 horas deste sábado, na Praça Cláudio Coutinho.

Em outra homenagem, flamenguistas nas redes sociais haviam pedido que os torcedores cantassem o hino do clube às 19 horas deste sábado, quando o time rubro-negro deveria enfrentar o Fluminense pela semifinal da Taça Guanabara - a partida foi adiada para quinta-feira por causa da tragédia.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.