Torcedores do Inter protestam no aeroporto e Thiago Galhardo é bastante ofendido

Torcedores do Inter protestam no aeroporto e Thiago Galhardo é bastante ofendido

Torcedor exaltado ainda ameaçou dar "chineladas" nos jogadores

Redação, Estadão Conteúdo

24 de julho de 2021 | 19h46

O embarque do Internacional para o confronto com o Athletico-PR, em Curitiba, pelo Campeonato Brasileiro, foi tenso neste sábado. Ainda irritado com a eliminação na Copa Libertadores em pleno estádio Beira-Rio, alguns torcedores foram cobrar os jogadores no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, e o atacante Thiago Galhardo acabou bastante cobrado e ofendido.

Um torcedor exaltado ainda ameaçou dar "chineladas" nos jogadores. Foram muitas palavras de baixo calão e alguns torcedores "escoltaram" o time até o portão de embarque fazendo muitas cobranças e xingamentos. "Tem de jogar bola, bando de vagabundos". Com aparato de segurança bastante reforçado, o clube conseguiu proteger os atletas.

A revolta maior era com Thiago Galhardo, que viveu noite trágica na queda da Libertadores ao perder muitos gols diante do Olimpia e falhar no pênalti decisivo ao chutar para o alto.

"Você é um jogador sem vergonha, com salário grande desses e não faz nada em campo. Cadê os gols?", ouviu o camisa 17, antes de receber diversos insultos de outros torcedores. O atacante negociou uma transferência ao Corinthians e só não deixou o clube gaúcho por levar um cartão amarelo no banco de reservas que acabou transformado no sétimo jogo no Brasileirão, impedindo a transação.

Muitas cobranças foram justamente por não estar, supostamente, mais "comprometido" com o clube e teria forçado uma saída. "Pede para ir embora, vagabundo". Thiago Galhardo ameaçou encarar os torcedores, mas foi arrastado pela segurança e seguiu para o embarque.

O Internacional ocupa posição intermediária no Brasileirão, sua única competição pela frente na temporada, e precisa de um resultado positivo para se afastar da proximidade da zona de rebaixamento. São quatro pontos apenas a mais que o primeiro rebaixado atualmente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.