Kai Pfaffenbach/Reuters
Kai Pfaffenbach/Reuters

Torcedores do Liverpool desdenham de Mundial de Clubes, mas Fabinho garante seriedade

Fãs na Inglaterra garantem não dar importância para a competição em Doha, no Catar, mas equipe está focada

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de dezembro de 2019 | 15h55
Atualizado 13 de dezembro de 2019 | 10h49

Os clubes ingleses já estiveram na decisão do Mundial de Clubes em algumas oportunidades, mas o único que saiu vencedor do duelo foi o Manchester United, em duas vezes. O Liverpool, possível adversário do Flamengo caso as duas equipes cheguem à decisão, já teve chances de vencer, mas sempre foi derrotado.

Muitos torcedores britânicos dizem que não se importam com esse tipo de competição. Para eles, é mais importante ganhar o campeonato nacional que o Mundial de Clubes. Alguns fãs que aparecem nessa reportagem da Betway Insider dizem que nem se lembram como foram as derrotas do Liverpool ou as conquistas do Manchester United.

Fabinho, volante e lateral-direito do Liverpool, entende as posições de parte da torcida, mas garante que seu time quer mais um troféu. "É óbvio que não dão a mesma importância na Inglaterra para o Mundial de Clubes como os torcedores dão no Brasil. Mas vamos jogar para ganhar, pois estamos dando muita importância a ela", avisou o atleta, que está machucado e não disputará o torneio.

Em 1981, o Liverpool enfrentou o Flamengo, de Zico, e tomou de 3 a 0. Em 2005, o clube inglês voltou ao torneio, agora com chancela da Fifa, e foi derrotado pelo São Paulo por 1 a 0 em uma partida inspirada do então goleiro Rogério Ceni, que fechou o gol. Ou seja, nos duelos com os times brasileiros, o Liverpool não conseguiu mostrar serviço.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.