Torcedores fazem protesto em treino do Fluminense

Dois integrantes de uma torcida organizada do Fluminense fizeram um protesto na tarde desta quarta-feira, durante o treinamento da equipe. Eles jogaram bananas e tijolos no campo das Laranjeiras. O alvo principal da manifestação foi o goleiro Ricardo Berna, que chegou a dizer após o jogo contra o Libertad, do Paraguai, pelas oitavas de final da Libertadores, que seria necessário construir um muro no gol para equipe não ser mais vazada. O técnico interino Enderson Moreira também foi bastante hostilizado.

AE, Agência Estado

25 de maio de 2011 | 19h42

"O torcedor tem direito a se manifestar da forma que ele quiser. É o torcedor que paga o ingresso e movimenta a paixão que existe pelo clube. Se houve alguma vaia, ela existiu porque a torcida não está satisfeita com o resultado dentro de campo. A partir do momento que as vitórias aparecerem, as vaias vão sumir", afirmou Ricardo Berna.

O clima no Fluminense, realmente, não é dos mais calmos para a partida contra o Atlético-GO, domingo, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Na estreia, o time carioca já perdeu para o São Paulo, por 2 a 0, no Rio.

Mas o dia também foi de boas notícias no Fluminense. Nesta quarta-feira, o atacante Ciro, reforço que veio do Sport, fez exames médicos e teve a contratação confirmada. "Chegou mais um guerreiro", disse o jogador de apenas 22 anos. Outro que está chegando ao clube carioca é o zagueiro Márcio Rosário, ex-Botafogo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.