Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

Torcida invade treinamento e agride jogadores do São Paulo

Wesley e Michel Bastos foram alguns dos principais alvos dos torcedores

Estadão Conteúdo

27 de agosto de 2016 | 11h35

Membros de torcidas organizadas invadiram o Centro de Treinamento do São Paulo, na manhã deste sábado, na Barra Funda, zona oeste da capital paulista, e paralisaram o treino. Segundo a assessoria de imprensa do clube, Michel Bastos e Wesley foram agredidos durante a invasão. A diretoria vai se manifestar por meio de nota ainda hoje.

De acordo com o globoesporte.com, mais de 350 torcedores protestavam do lado de fora do CT por conta do retrospecto ruim da equipe no ano quando resolveram invadir o local, por volta de 11h. Policiais e seguranças do clube tentaram conter o movimento, mas não conseguiram.

Os atletas estavam no meio do campo e não tiveram tempo de voltar para os vestiários. Muitos torcedores foram para cima de Michel Bastos e Wesley, insultando-os e cobrando pelos resultados ruins da equipe. A assessoria de imprensa do São Paulo informou que a dupla foi agredida. Carlinhos também foi um dos alvos principais do protesto.

Objetos também foram roubados durante tumulto: 14 bolas, um galão de água, cinco garrafas e dez camisas de treino. Um torcedor foi preso em flagrante.

Ainda segundo o globoesporte.com, os torcedores conversaram também com outros membros do elenco, entre eles Hudson e Lugano. O capitão são-paulino tentou acalmar os ânimos e conversou com os invasores. O uruguaio, aliás, foi um dos únicos poupados das críticas, ao lado do técnico Ricardo Gomes. O treinador acompanhou o protesto dentro do campo ao lado de dirigentes. 

Às 11h35, a equipe de segurança conseguiu remover a torcida de um dos campos, mas o protesto continuou do lado de fora do CT e se encerrou por volta de meio-dia. O trânsito na Avenida Marquês de São Vicente ficou lento.

A equipe tricolor iniciaria a concentração para o jogo de domingo contra o Coritiba após o treino. O confronto válido pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro será às 16h, no Estádio do Morumbi.

RETROSPECTO

O São Paulo tem tido resultados ruins na temporada. A equipe paulista está na 11ª colocação do Brasileiro, com 27 pontos, dez a menos que o Flamengo, primeiro na zona de classificação para a Libertadores da América. A campanha é de sete vitórias, seis empates e oito derrotas. Em casa, o tricolor venceu apenas quatro partidas em casa. 

Na quarta-feira, o time paulista foi surpreendido pelo Juventude, pela Copa do Brasil. O time da Série C do Brasileiro venceu o time paulista por 2 a 1, no Morumbi.

Somando Campeonato Paulista e Libertadores, torneios em que foi eliminado, e Brasileiro, o tricolor acumula 20 derrotas, sendo metade como mandante.

FIM DO APOIO

Há dois meses, a diretoria do São Paulo deu fim ao apoio financeiro que fornecia às torcidas organizadas. A medida foi tomada por pressão de torcedores que não fazem parte das organizações.

A reclamação se deu por conta dos mimos reebidos pelos membros das organizadas, que causaram um tumulto após a eliminação do time na Libertadores para o Atlético Nacional, da Colômbia.

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo FCSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.