Divulgação
Divulgação

Torcedores invadem treino e tentam agredir jogadores da Ponte Preta

Ponte Preta pode ser rebaixada no Paulistão

Estadão Conteúdo

26 de março de 2016 | 13h57

A um ponto da zona de rebaixamento do Campeonato Paulista, o clima na Ponte Preta não é nada bom. E piorou na manhã deste sábado, quando alguns torcedores invadiram o treino do time no estádio Moisés Lucarelli e tentaram agredir jogadores com pedaços de pau. Clima de terror às vésperas do duelo contra o Red Bull, neste domingo, às 18h30, pela 12.ª rodada.

A diretoria não se pronunciou sobre a atitude dos "marginais". Mas eles teriam superado a barreira de segurança, algo estranho porque os treinos no Majestoso, normalmente, são fechados ao público e até mesmo à Imprensa.

O elenco fazia o último trabalho antes do duelo deste domingo, quando alguns membros de uma organizada invadiram o estádio para cobrar empenho e raça. Com medo, alguns jogadores saíram correndo e por pouco não foram agredidos com pedaços de pau. Os ânimos ficaram exaltados e vidros do estádio foram quebrados pelos vândalos.

Não se sabe qual será a atitude dos jogadores após a ocorrência. É fato, porém, que o clima não é nada bom às vésperas de mais um duelo decisivo contra o rebaixamento no Estadual. A Ponte já vem de derrota para o Mogi Mirim, por 1 a 0, em casa, e em caso de novo revés pode cair ainda mais na tabela.

Após o confronto contra o Red Bull, a Ponte Preta ainda enfrentará o Corinthians, na quarta-feira, em Itaquera; e na última rodada da fase de grupos recebe o Água Santa, no Moisés Lucarelli. A Ponte é a atual 12.ª colocada, com 13 pontos. Também aparece em quarto lugar no Grupo B.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.