Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Torcedores protestam contra jogadores do São Paulo após derrota

São-paulinos xingaram atletas da equipe na saída do Morumbi

Estadão Conteúdo

16 de agosto de 2015 | 09h45

A irritação dos torcedores do São Paulo extravasou o limite das arquibancadas do Morumbi na noite de sábado. Insatisfeitos com a dura derrota por 3 a 0 para o Goiás, eles protestaram contra os jogadores na saída do estádio. Alguns tentaram até chutar os carros de Michel Bastos e Paulo Henrique Ganso, um dos principais alvos da torcida neste sábado.

Aglomerados na saída do portão principal do Morumbi, torcedores xingaram os atletas e até tentaram cercar seus carros. Os seguranças precisaram ser chamados para conter os mais exaltados e proteger jogadores e veículos. A torcida já vinha demonstrando sua irritação durante o jogo com vaias. O técnico Juan Carlos Osorio, a diretoria e jogadores como Ganso e Rafael Toloi sofreram as maiores cobranças.

Antes de ser xingado na saída do estádio, Ganso se defendeu das vaias em campo. "Eu entrei quando jogo já estava 2 a 0. Tem que ter cuidado com o que fala. Mas torcedor é isso. Foi só um lado que me xingou. Quando perde é assim mesmo. Na quarta-feira todo mundo prestava. Quando perde ninguém presta. Quando vence é o maior do mundo", disse, referindo-se à vitória sobre o Figueirense por 2 a 0, na quarta-feira.

Para o atacante Alexandre Pato, que se destacou em Florianópolis mas teve atuação apagada neste sábado, o revés no Morumbi será difícil de ser digerido. "Essa derrota foi como um soco na cara. Não podemos perder pontos assim em casa", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.