Torcedores protestam no CCT do São Paulo após eliminação

Torcedores pediram a saída do técnico Muricy Ramalho, com pichações, e mudanças no grupo de jogadores

Ricardo Valota, da Central de Notícias,

19 de junho de 2009 | 01h22

Sérgio Neves/AE

Funcionário tenta cobrir protesto pichado que pede a saída do técnico Muricy Ramalho do time tricolor

SÃO PAULO - Um grupo de são-paulinos realiza na madrugada desta sexta-feira um protesto em frente ao Centro de Concentração e Treinamento (CCT) do São Paulo, na Avenida Marquês de São Vicente, na região da Barra Funda, zona oeste da capital. O grupo esperava pela chegada dos jogadores.

Veja também:

linkSão Paulo dá vexame e está fora da Libertadores

linkMuricy Ramalho descarta deixar o clube e pede tempo

linkSão-paulinos lamentam a eliminação e o descontrole

linkKléber: 'Vitória é para amenizar a dor dos palmeirenses'

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Revoltados com a eliminação do tricolor após derrota por 2 a 0 para o Cruzeiro no estádio do Morumbi, em partida válida pela Copa Libertadores, alguns torcedores resolveram se concentrar e fazer barulho em frente ao CCT. Um dos muros foi pichado. PMs da 2.ª Companhia do 23.º Batalhão foram acionados e à 0h45 realizavam uma revista nos torcedores, mas não ocorreram confrontos com os manifestantes.

Atualizado às 9h31 para acréscimo de informação

Tudo o que sabemos sobre:
Copa LibertadoresSão Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.