Divulgação
Divulgação

Jogo do Brasil em Porto Alegre não tem metade dos ingressos vendidos

Preço dos tíquetes variam de R$ 120 a R$ 350

ALMIR LEITE, O Estado de S. Paulo

09 de junho de 2015 | 08h29

Contra o México, em seu retorno ao País quase um ano depois do fracasso na Copa do Mundo, a seleção brasileira conseguiu levar bom público ao Allianz Parque, no último domingo, em São Paulo. No entanto, parece que será difícil repetir a casa cheia no Beira-Rio, no amistoso desta quarta-feira contra Honduras. O interesse do torcedor gaúcho pela equipe dirigida por Dunga é bem menor do que o do paulista.

Até a noite de segunda-feira, dos 45.590 ingressos colocados à venda, pouco mais de 20 mil haviam sido adquiridos pelos torcedores. Em São Paulo, o público foi de 34.649 pagantes, que proporcionaram renda de R$ 6.737.030,00.

Os preços, entre R$ 120 (arquibancada, com R$ 60 a meia-entrada) e R$ 350 (camarote), são um dos fatores de inibição do público para o jogo no Beira-Rio. O outro, a própria falta de interesse pela seleção.

"Nem parece que terá jogo da seleção na cidade. Você não escuta ninguém falar do jogo nas ruas, nos bares, não há interesse", disse o autônomo Sinval Rodrigues. Torcedor do Internacional, ele está mesmo interessado é na Libertadores. "Acho que dá para ser campeão, se bem que esse time do Tigres (do México, rival da semifinal) é perigoso. Ainda tem Rafael Sobis, que foi nosso. Mas li que eles já perderam três jogadores, isso melhora as coisas para o Inter."

A expectativa dos organizadores da partida é a de que, com a aproximação da data da partida, e principalmente com a chegada de Neymar a Porto Alegre, o interesse aumente e as vendas disparem a partir desta terça-feira. Um outro apelo é o próprio técnico Dunga, gaúcho e com a carreira formada no Inter.

A seleção treina no Beira-Rio a partir das 17h30 desta terça-feira. Dunga definirá o time para o jogo com Honduras. A escalação de Neymar depende de uma conversa com a comissão técnica. Se o craque - que quer jogar - estiver desgastado, será poupado para a estreia na Copa América, domingo, contra o Peru, na cidade chilena de Temuco.

Danilo, com o tornozelo direito ainda inchado por causa de uma pancada recebida no jogo com o México, deve ser poupado no amistoso. Fabinho, neste caso, entra na lateral direita.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.