Torcida ataca casa de jogador camaronês

Torcedores revoltados atacaram a casa do zagueiro Pierre Wome, ainda na noite de sábado, depois dele ter perdido um pênalti aos 50 minutos do segundo tempo, o que tirou Camarões da Copa do Mundo de 2006. A agressão só foi denunciada nesta segunda-feira, por familiares do atleta - ele mesmo não estava mais lá -, mas não houve feridos.Camarões só precisava de uma vitória sobre o Egito, no sábado, para garantir sua vaga na Copa. Mas ficou no 1 a 1, depois do pênalti perdido por Wome, e a Costa do Marfim acabou levando a melhor nas Eliminatórias. É a primeira vez desde 1990 que a seleção camaronesa não disputará um Mundial.Já preocupado com a revolta da torcida, Wome foi no sábado mesmo para o aeroporto, escondido dentro de um carro, de onde tomou o avião para a Europa - ele mora na Itália e defende atualmente a Inter de Milão. Mas sua casa não escapou. Os torcedores teriam destruído o carro Mercedez do jogador, além de algumas janelas quebradas.

Agencia Estado,

10 de outubro de 2005 | 10h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.