Bruno Cantini| Atlético MG| Divulgação
Bruno Cantini| Atlético MG| Divulgação

Torcida atleticana 'dribla' polícia e faz foguetório

Ação aconteceu perto do hotel onde o elenco do São Paulo está hospedado

Ciro Campos, Estadão Conteúdo

18 de maio de 2016 | 11h28

A torcida do Atlético-MG organizou foguetórios durante a madrugada desta quarta-feira nos arredores do hotel onde o elenco do São Paulo está hospedado em Belo Horizonte. Na noite de véspera do confronto no estádio Independência, marcado para começar às 21h45, pelas quartas de final da Copa Libertadores, o entorno do local teve muito barulho com o estouro de baterias ao longo da madrugada para atrapalhar o descanso dos jogadores.

Nos últimos dias a torcida do Atlético-MG se organizava em redes sociais e em grupos de aplicativos de mensagens para promover o foguetório. O ciclo de barulhos começou por volta das 23h30. A cada 30 minutos uma nova queima se iniciava. O hotel onde o time está hospedado fica no bairro do Ipiranga, em uma região com viadutos ao redor e de onde partiam o acendimento das baterias de fogos.

A comissão técnica do São Paulo havia pedido para que a polícia reforçasse a segurança na região para evitar o foguetório. Alguns policiais chegaram a fazer ronda para tentar encontrar os atleticanos, mas não conseguiram impedir o barulho.

Em outras partidas do Atlético-MG pela Copa Libertadores em anos anteriores, a torcida também estourou foguetes durante a madrugada. As delegações adversárias costumam se hospedar no mesmo hotel em que a equipe paulista está concentrada.

Os funcionários do hotel garantem que o prédio tem isolamento acústico nas paredes e janelas duplas para evitar o barulho externo. Mas, segundo membros da delegação são-paulina ouvidos pela reportagem do Estado, mesmo com essa estrutura os estouros foram audíveis de dentro dos quartos.

Após a vitória por 1 a 0 no jogo de ida, no Morumbi, o São Paulo precisa apenas de um empate para se classificar à semifinal da Libertadores. Já o Atlético-MG busca uma vitória por dois gols de diferença para reverter a vantagem. Se o time da casa devolver o 1 a 0, a decisão irá para os pênaltis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.