Torcida da Ponte marca presença

A torcida da Ponte Preta, como era esperado, marcou presença no estádio Moisés Lucarelli, o Majestoso, na partida decisiva contra o Botafogo, pelas semifinais do Campeonato Paulista. Uma hora antes do início do jogo as arquibancadas estavam lotadas, com a promessa de que o público iria empurrar o time à necessária vitória para chegar à sua quinta final no Paulista.Todos os ingressos colocados à venda em Campinas foram vendidos. Depois de uma manhã chuvosa, até o sol apareceu à tarde, embora timidamente. E os torcedores fizeram a festa, a maioria vestindo a camisa do time. Nos portões, a diretoria da Ponte Preta distribuiu apitos para todos e rosas para as mulheres, em homenagem ao Dia das Mães. A empresa patrocinadora do time também distribuiu 10 mil bexigas, dando um colorido diferente ao estádio, que teve um clima tenso e, ao mesmo tempo, de muita alegria.O policiamento teve menos problemas do que se esperava. Houve apenas um incidente na chegada do ônibus da imprensa de Ribeirão Preto, quando um repórter foi atingido no supercilho, mas acabou sendo prontamente atendido no departamento médico da Ponte. No total, 21 emissoras de rádio transmitiram o jogo, exigindo improvisações no estádio, uma vez que as cabines existentes são insuficientes.A delegação do Botafogo chegou ao estádio por volta das 15h15, também entrando para os vestiários sem nenhum tipo de pressão. A torcida do Botafogo ocupou seu lugar reservado quase no início do jogo, numa estratégia da própria PM que segurou o pequeno comboio, formado por seis ônibus, na entrada da cidade. Um torcedor botafoguense foi preso, durante o primeiro tempo, por desrespeito a um policial. Do lado da Ponte, um torcedor caiu na arquibancada, torceu o pescoço e deixou o estádio imobilizado na maca.A tão aguardada ajuda da torcida do Guarani também não aconteceu. O patrocinador do Botafogo teria mandado confeccionar 500 camisas com a inscrição "o Bugre é fogo", mas nenhuma foi vista no Majestoso. Rebaixado para a Série A-2, o Guarani tirou o ânimo de seus torcedores nesta temporada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.