Torcida da Portuguesa protesta após 3ª derrota seguida

Benazzi é o principal alvo da manifestação, que também exige da diretoria a contratação de reforços

Agencia Estado

14 de julho de 2008 | 18h55

As três derrotas consecutivas da Portuguesa no Campeonato Brasileiro foram suficientes para que um grupo de torcedores, perto de 30 pessoas, protestasse nesta segunda-feira à tarde na reapresentação do elenco, no Canindé. A gota d''água foi a derrota no último domingo por 2 a 1 para o Grêmio, em Porto Alegre - antes, havia perdido para Vitória e Coritiba.Os gritos tinham como principal alvo o técnico Vágner Benazzi, mas o coro também pedia por reforços. A direção do clube já esperava pelas reclamações, porém, pelo menos por enquanto, não vai fazer nenhuma mudança no comando técnico. Mas os próximos resultados serão determinantes. O time enfrenta o Náutico nesta quarta-feira, no Canindé, pela 12ª rodada. Depois disso, a equipe vai enfrentar no próximo sábado o Ipatinga, no interior mineiro."Futebol é resultado, então, não há dúvidas de que precisamos vencer estes jogos. Mas continuamos com nossa programação, mesmo porque o time tem respondido bem. Fizemos uma boa partida no Sul, mas, infelizmente, perdemos", explicou Benazzi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.