Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Torcida do Chile invade as ruas para comemorar vaga

Praça Itália é o principal ponto de comemoração em Santiago

Almir Leite e Gonçalo Junior, O Estado de S. Paulo

29 de junho de 2015 | 23h30

O frio intenso da noite de Santiago não impediu que milhares de pessoas fossem às ruas comemorar a passagem do Chile para a final da Copa América.  Tão logo o jogo com o Peru terminou, uma multidão invadiu as ruas rumo à Praça Itália,  tradicional ponto de comemoração da capital chilena. Os torcedores levavam bandeiras e vestiam gorros com as cores do Chile,  mas em meio à festa não aparentavam sentir frio. Dezenas deles comemoraram subindo nos monumentos da praça.

Em determinado momento, até uma batucada, desafinada, podia ser ouvida. O som se misturava ao de centenas de cornetas e de um saxofone,  tocado em tom bem alto por seu portador.  Mas o som era abafado pelos gritos de "Viva Chile" e " Que venha a Argentina".

Como nessas comemorações é proibido o consumo de cerveja, vários vendedores traziam o produto em mochilas e ofereciam discretamente.  Mas o policiamento não era ostensivo. A observação era feita à distância. O Chile não decide a Copa América desde 1987, quando perdeu para o Uruguai,  no torneio disputado na Argentina.  Jamais foi campeão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.