Rodrigo Coca/Ag. Corinthians
Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Torcida do Corinthians protesta após derrota para o Palmeiras: 'A paciência acabou'

Cerca de 100 torcedores vão para a Neo Química Arena, pedem raça e criticam o presidente Andrés Sanchez

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de setembro de 2020 | 22h04

Após a derrota por 2 a 0 para o Palmeiras, torcedores do Corinthians foram para frente do portal principal da Neo Química Arena para protestar. "A paciência acabou", cantaram as cerca de 100 pessoas.

Os torcedores lembraram que o Corinthians pagou na última quarta-feira os salários atrasados referentes a março, junho e julho. Ainda falta quitar os vencimentos de agosto, que deveriam ter sido pagos no quinto dia útil de setembro. "Vamos jogar com raça e com o coração, o salário está em dia, é a sua obrigação", cantaram.

O técnico Tiago Nunes disse entender a revolta da torcida. "Vejo com naturalidade. O torcedor está no seu direito, se for de maneira democrática. Vimos o que teve no Figueirense (invasão a treino), com violência não se constrói nada. Gritos, chamadas e cobranças são natural. Temos que absorver".

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, também foi alvo de protesto. Ele tem mandado até o fim deste ano e tentará eleger Duílio Monteiro Alves, que deixou o cargo de diretor de futebol no início da semana para fazer campanha.

O Corinthians vem pressionado pelos resultados e pelas atuações nesta temporada. Após quase ficar fora do mata-mata do Campeonato Paulista, a equipe conseguiu uma classificação improvável e chegou à final, mas perdeu a decisão para o Palmeiras. No Brasileirão, tem apenas nove pontos em oito jogos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.