Torcida do Corinthians protesta e compara diretoria ao ator Jim Carrey

Organizada critica desmanche do elenco e má fase do time no Brasileiro

O Estado de S.Paulo

06 Outubro 2016 | 18h09

Após novo tropeço no Campeonato Brasileiro, uma das torcidas organizadas do Corinthians protestou contra a diretoria, que foi comparada ao ator americano Jim Carrey, famoso por seus filmes de comédia, entre eles O Mentiroso e  Debi & Lóide. A Camisa 12 criticou o presidente Roberto de Andrade, o vice-presidente André Negão e o diretor adjunto de futebol Eduardo Ferreira. A manifestação foi pacífica e irreverente, com papel picado, sacos de dinheiro falso e até garrafas de bebida alcoólica. 

 

O protestou aconteceu durante o treino do time na tarde desta quinta-feira. A principal crítica por parte dos torcedores dizia respeito ao desmanche do time em meio à disputa do Campeonato Brasileiro. O elenco campeão brasileiro foi desmontado, Tite trocou o clube pela seleção e Cristóvão Borges, e o substituto, já foi demitido. A equipe vem sendo dirigida pelo interino Fábio Carille.

O empate sem gols contra o Atlético-MG, na noite desta quarta-feira, significou o sexto jogo sem vitória no Campeonato Brasileiro. A série de resultados ruins fez o time cair para a 8ª posição na tabela, distante da Libertadores mesmo após a ampliação do G-4, que agora virou G-6.  "A responsabilidade de brigar pela Libertadores sempre foi a mesma, G-6 ou G-4.  "Temos sempre a obrigação de estar em cima e brigar pelos primeiros lugares", afirmou o meia Rodriguinho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.